Notícias

  19 de Agosto de 2019

Agosto Dourado

TIMBÓ - "O aleitamento materno é um momento único entre mãe e bebê, proporcionando troca de carinhos, olhares e o amor que os une, ninguém mais poderá vivenciar este momento por vocês".

Com essa frase a enfermeira Obstetra do Hospital e Maternidade Oase de Timbó, Lara Bruna Matoso fala sobre o Agosto Dourado e afirma que o Hospital e Maternidade Oase apoia a campanha que incentiva a amamentação.

Segundo a profissional o leite materno é algo maravilhoso para o crescimento e desenvolvimento saudável da criança, sendo um meio preventivo para muitas doenças, diminuindo a mortalidade infantil, internações hospitalares, desnutrição infantil e também custos com medicamentos. "Outro fator importante que também fortalece o aleitamento materno é o baixo custo, pois não possui desperdícios, embalagens e transportes, e o mais importante é que sempre está disponível e na temperatura ideal para o bebê".

Lara destaca ainda que o aleitamento materno deve ser exclusivo para o bebê até os seis meses de vida, após este período deve ser complementado no cardápio da criança novos alimentos que fazem parte da sua nutrição diária. Caso a mãe deseje, ela pode continuar amamentando até os dois anos de idade.

A profissional explica ainda que durante a gestação as mães já devem ir se preparando para o momento da amamentação, muitas vezes não tão fácil quanto parece, mas com dedicação e com o apoio do esposo e familiares este momento pode se tornar mais fácil. "Dúvidas sobre a pega correta, posições, mitos e verdades sempre vão existir. Por este motivo, a gestante deve buscar informações com algum profissional da área da Saúde para que possa ser esclarecido".

Para Lara, o apoio da família e do pai do bebê é essencial neste momento. "O pai pode ajudar fornecendo um ambiente confortável, tranquilo e dando carinho para a mãe. A calma e a tranquilidade são fatores-chave para que a amamentação seja bem-sucedida. Principalmente no início pois a mãe precisa procurar um local em que se sinta confortável para que possa transmitir essa calma e confiança para o bebê e estimular a mamada. Familiares podem ajudar tomando conta do bebê para a mãe poder descansar ou realizar suas tarefas. Neste momento toda ajuda é bem-vinda. Com relação aos palpites e comentários sobre a amamentação é importante que a gestante só absorva coisas boas, pensamentos negativos devem ser descartados".

A profissional destaca também que muitas vezes a amamentação não é igual àquelas fotos que vemos em propagandas ou em comerciais. "Esteja preparada para as dores, sangramentos e rejeições, siga firme em seu objetivo e encare isso como um grande desafio natural a favor de seu filho, obstáculos virão mas siga em frente. Com confiança que tudo dará certo".