Notícias

  16 de Agosto de 2019

Pronto-Socorro: quando procurar?

Já sabemos que com a saúde não se brinca. Mas, mesmo com todos os cuidados, pode acontecer um episódio clínico que inspire cuidados de urgência ou emergência. E, nessa hora, pensamos logo em ir até um pronto-socorro. Mas você sabe quando ir ao pronto-socorro é realmente necessário?

Segundo o médico infectologista, José Amaral Elias o Pronto-Socorro é para casos de emergência que representam uma situação ameaçadora, brusca e que requer medidas imediatas e muitas vezes demanda de tempo e o envolvimento de um grupo maior de profissionais. Caso contrário, a sobrevivência do paciente pode estar ameaçada dentro de um curto prazo, geralmente, em poucos minutos.

Elias frisa que a estrutura hospitalar deve ser reservada para casos com potencial, ou já gravidade estabelecida. “Casos sem gravidade podem saturar o setor e comprometer, principalmente, a agilidade nas situações de emergência de fato”.

Importante avaliar que existe um grande volume de casos que podem ser sido resolvidos por meio de consultas agendadas nas unidades de Saúde e na Policlínica, por não se tratar de situações de urgência ou emergência.

Saber quando é necessário procurar um atendimento rápido é motivo para muitas dúvidas. Você sabe quando ir ao pronto-socorro? Já se deparou com uma situação que necessite de cuidados de urgência ou emergência?

De fato, há quadros que exigem cuidados médicos imediatos. Entretanto, há casos em que procurar o atendimento de urgência nem sempre é a melhor opção.

Uma ida desnecessária ao pronto-socorro também pode expor o paciente a um maior risco de contrair uma doença infectocontagiosa. Além disso, também implica no aumento do tempo de espera de outros pacientes que estejam em situações mais graves.

Um pronto-socorro é um local voltado para prestar cuidados médicos nas situações que podem oferecer perigo imediato à vida do paciente. Ou, quando o agravamento do caso oferece risco de complicações das lesões, acarretando danos permanentes.

O pronto-socorro não é o melhor local para solicitar exames periódicos e fazer a troca de receitas.

O que é urgência e emergência?

Urgência é o evento resultante de acidente pessoal ou de complicação no processo gestacional ou parto prematuro, por exemplo. Já a emergência é o evento que implica no risco imediato de morte ou de lesões irreparáveis.

 

Atenção às crianças

Fique atento à intensidade dos sintomas que o seu filho (a) manifesta. Febre alta que persiste por mais de 12 horas, diarreia com sangue, convulsão e acidentes graves devem ser avaliados em pronto-socorro.

Já em situações corriqueiras, recorra e confie no seu pediatra ou no profissional que atende na Unidade de Saúde mais próxima de sua casa, ou até mesmo na Policlínica que hoje oferece atendimento estendido das 17 às 22h.